Consumindo a API e automatizando comandos do MongoDB Atlas

0

O MongoDB Atlas é um serviço de hospedagem de MongoDB na nuvem, projetado e executado pela mesma equipe que constrói o banco de dados funcionando como um Database as a Service – DaaS. Ele incorpora as melhores práticas operacionais utilizando o inovador recurso Cross-platform, ou seja, você pode utilizar Azure ou AWS ou Google Cloud por “de baixo” dos clusters do Atlas. Resumindo, você utiliza o atlas, porém a infra fica na sua nuvem favorita ou se não quiser, eles te oferecem uma “nuvem” também.

Existem outras features também, como migração online, backup automatizado, ou criação de clusters e outras tarefas via comando remoto. O que iremos fazer hoje é justamente isto!

MongoDB Atlas possui uma API completa que permite que nossos usuários criem, modifiquem e excluam seus clusters de forma programática. Vamos examinar alguns conceitos básicos sobre como fazer isso usando curl em nosso shell bash. O objetivo deste post é mostrar como configurar o acesso à API e usar os recursos básicos disponíveis.

Pré-requisitos:
  • Acesse um shell bash em seu computador ou uma VM. (Mac ou Linux ou Windows)
  • Curl (suporte ssl é necessário)
  • MongoDB Atlas Cluster Group – Inscreva-se em https://mongodb.com/atlas
  • Compreensão básica de como utilizar as APIs.

 

Configuração da API:

Primeiro, inicie sessão em seu painel de controle Atlas MongoDB https://cloud.mongodb.com/user/login

Agora navegue até a seção “Configurações” no menu superior à direita. Você verá em “Configurações pessoais” uma seção para “Acesso da API pública”, clique neste e você será apresentado opções para criar uma chave de API e, em seguida, defina uma lista branca de endereços IP com os quais você pode acessar a API Com sua chave autenticada. Com isto você precisará gerar uma chave, e criar uma lista de autorização de IP’s que irão consumir essa chave. Para deixar sem restrições adicione 0.0.0.0/0 assim como eu fiz:

Após isto, você precisará criar um grupo que irá controlar todo os clusters que você possui, na página inicial em “settings” você encontra o Group ID, você precisará guardar este número para fazer o acesso a API junto com o seu token recentemente gerado:

 

Agora você poderá criar um cluster para subir sua instância de MongoDB, caso você queira detalhes de como criar um cluster, clique aqui.

Após a criação do cluster, podemos realizar nossa chamada ( estou utilizando console do Windows ):

 curl -i -u "usuário:APIKEY" --digest "https://cloud.mongodb.com/api/atlas/v1.0/groups/GROUPID/clusters"

 

Com isto você poderá ver informações do que você criou:

Existem outros comandos que você pode realizar, como criar um cluster, modificá-lo ou deletá-lo.

Veja mais em:

https://www.mongodb.com/blog/post/programmatic-api-management-of-your-mongodb-atlas-database-clusters

https://docs.atlas.mongodb.com/api/

https://docs.atlas.mongodb.com/reference/api/clusters/

Um grande abraço e até a próxima! 😉

Compartilhe.

Sobre o autor

Criador do blog Código Simples e com mais 9 anos de experiência em TI, com títulos de MVP Microsoft na área de Visual Studio Development, Neo4j Top 50 Certificate, Scrum Master e MongoDB Evangelist. Atuando em funções analista, desenvolvedor, arquiteto, líder técnico e gestor de equipes.

Mais informações em : http://jhonathansoares.com